PUBLICIDADE

Um homem de 21 anos morreu, no sábado (14), após uma espingarda artesanal partir e explodir em seu rosto. O caso aconteceu, na sexta-feira (13), na cidade de Jurema, no Agreste de Pernambuco.

De acordo com a polícia, o caso foi registrado por meio da Delegacia de Garanhuns, também no Agreste, como morte a esclarecer e posse ilegal de arma.

José Júnior da Silva teria ido ao local entregar alguns móveis e, segundo a polícia, viu uma espingarda e pediu a um dos moradores da residência, um homem de 18 anos, para atirar com a arma em uma garrafa de vidro.

“Ao realizar o disparo, segundo relatos, a arma teria se partido e atingido a vítima, que caiu sangrando no local”, disse a Polícia Civil.

O homem chegou a ser socorrido para um hospital no Recife e morreu no mesmo dia (14).

Folhape

PUBLICIDADE