PUBLICIDADE

A Neoenergia Pernambuco realiza, a partir desta terça-feira (04), uma ação de ordenamento de rede na Avenida Caxangá, no bairro da Madalena, no Recife. Equipes da concessionária devem passar aproximadamente uma semana atuando nas duas localidades com a finalidade de retirar cabos e equipamentos de telecomunicações instalados de forma irregular e não autorizada nos postes da distribuidora.

O trabalho será iniciado nas imediações do túnel da Abolição e seguirá até o Terminal Integrado CDU. A intenção é eliminar as ligações clandestinas, as caixas de telecomunicações que estão instaladas de forma irregular, assim como os cabos de telefonia partidos, fora dos padrões de segurança ou sem autorização.

Além de contribuir com a diminuição da poluição visual, a ação de ordenamento impacta diretamente na segurança da população. Isso porque serão retirados todos os materiais que não atendam as normas técnicas, padrões de qualidade e segurança exigidos pelas agências reguladoras Aneel e Anatel.

“Essas redes irregulares colocam toda a população em risco. A retirada desses cabos e equipamentos tem como finalidade principal evitar acidentes e incêndios nos postes. Estaremos com nossas equipes prontas para fazer a retirada total de tudo que estiver fora do padrão de segurança”, afirmou o supervisor operacional, Weudo Monteiro.

Além dos fios instalados de forma irregular pelas empresas que possuem contrato de compartilhamento com a Neoenergia Pernambuco, existem, ainda, situações de ocupações clandestinas, quando provedores de internet instalam a fiação à revelia da distribuidora, sem qualquer autorização e fora de todos os padrões técnicos de segurança.
Nos últimos três anos, a Neoenergia retirou mais de 200 toneladas de fios de telecomunicações instalados de forma irregular em todo o Estado. A intenção é que esse número aumente consideravelmente neste ano.

Regularização

A Neoenergia Pernambuco ressalta que o compartilhamento dos postes com as empresas de telefonia, internet e TV a cabo é determinado pelas Resoluções Conjuntas 001/1999 e 004/2014, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e Agência Nacional do Petróleo (ANP), e 1.044/2022 da Aneel. De acordo com as Resoluções, as empresas que utilizam os postes precisam estar regularizadas e atender às normas técnicas e comerciais específicas.

PUBLICIDADE